terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Os Aliados Ganharam a Guerra... Ou Foi Hitler Que a Fez Perder?

A História fala-nos sempre da vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial. Porém, este vídeo aborda a questão de outra forma e salienta uma série de decisões e estratégias erradas de Hitler que, elas sim, levaram à sua derrota militar.

Podem adquirir o vídeo na íntegra aqui e também ler uma análise ao erro de Dunquerque aqui.


18 comentários:

Stefano disse...

outro erro foi invadir a URSS.
Hitler deveria ter se centrado na GB....

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos disse...

O aliado estaline ganhou, consolidou o seu poder e ficou com vários países sob o seu jugo. Os outros ganharam foi uma dívida monstruosa. E claro um estado.
“... but then, Hitler was a strange man with strange ideas, and a very complex personality.” Lol.
Pelo que aconteceu também na guerra a leste, depois dele assumir o comando das operações, que se revelou um desastre, é que alguém já disse que foi o melhor general de estaline
“... este vídeo aborda a questão de outra forma e salienta uma série de decisões e estratégias erradas de Hitler que, elas sim, levaram à sua derrota militar.”
Penso que dificilmente haveria outro desfecho.
A questão que levanto é; porque razão terá tomado tais decisões? Ingenuidade? Não creio em absoluto. O mistério adensasse quando ficamos a saber que a subida ao poder de estaline e hitler é financiada por banqueiros, grandes grupos económicos, wall street etc...

Johnny Drake disse...

"O mistério adensasse quando ficamos a saber que a subida ao poder de estaline e hitler é financiada por banqueiros, grandes grupos económicos, wall street etc..."

Só mesmo isso pode explicar muitas das más decisões estratégicas tomadas especialmente por Hitler.
Se o desfecho poderia ser ou não outro também não sei. Porém, continuam a existir muitas perguntas e muito poucas respostas. Especialmente porque continuamos a viver numa época mesquinha, onde questionar esse tipo de coisas é sempre rotulado de apologia a qualquer coisa ou negar também qualquer coisa...

Stefano disse...

Sei que Hitler ganhou o poder total com ajuda do Zentrum de monsenhor Kaas.

Carlos disse...

Ali ao lado vem publicitado este blog; http://www.revblog.codoh.com/
Gostei de ler este artigo; http://www.revblog.codoh.com/2009/12/finland-in-the-eye-of-the-storm/
Titulo Finland in the eye of the storm
Parece que afinal a inglaterra concordou com a invasão da finlandia e não só.

“Declaration of intent of Churchill and Stalin (February 8, 1940, translated from Finish to Swedish).”

“1. As soon as the Soviet Union publicizes its occupation of Finland in its entirety, including its bays, coastline and islands, the maritime ministry is prepared to send marines and other forces no later than the night of May 14-15, 1940 to occupy important objects in Norway. In addition, England will occupy Denmark. In cooperation with French troops, England will occupy Swedish Göteborg as well as southern Sweden.”
A finlandia bem que pediu ajuda quando foi invadida pela união soviética.

“With this agreement Churchill and the Western Powers allowed the Soviet Union to bring all of the small adjoining countries under its control.”

“This went far beyond what was agreed to under the Molotov-Ribbentrop Pact concerning “regions of interest””

“... those operations far exceeded what was necessary to interrupt the ore transports from Narvik (“Front N”).”
Então qual era a intenção?

Posso estar errado, mas fico, cada vez mais, com a impressão que uma das intensões da 2GG, era subjugar o maior numero possível de país ao regime comunista.

Carlos disse...

Caro Stefano
Não sei se conhece, mas aqui fica.
Wall Street and tha Rise of Hitler
http://www.reformed-theology.org/html/books/wall_street/index.html
Wall Street and the Bolshevik Revolution
http://www.reformed-theology.org/html/books/bolshevik_revolution/index.html
e este que embora não tenha a ver com a 2ªGG gostei muito de o ler. Tem a ver com mais financiamentos pelos poderes economicos às ideologias e regimes totalitários que dizem combater, que são seus enimigos...
The Best Enemy Money can Buy
http://reformed-theology.org/html/books/best_enemy/index.html

Carlos disse...

Caro Stefano
“Sei que Hitler ganhou o poder total com ajuda do Zentrum de monsenhor Kaas.”
Importa-se de dar uma explicação mesmo que breve? Obrigado

Stefano disse...

o partido católico Zentrum, liderado pelo pe.Kaas, votou a favor da lei de habilitação de poderes. Essa lei dava direito ao Kanzler Hitler governo por decreto, sem intervenção do Reichstag. Von Papen (Zentrum) foi peça importante no processo. Em retribuição... o III Reich assinou Concordata com Roma.

Carlos disse...

Caro Stefano
Obrigado. Pesquisei na net por Zentrum, padre Kaas e acabei aqui; http://en.wikipedia.org/wiki/Papal_States
Ficará para outra altura mais pesquisas.

Renato disse...

Vem cá senhor Stefano:

O senhor não cansa desse joquinho não?

Se o padre A ou B; se o partido A ou B assinou um contrato (???) com Hitler, é patético você achar que isso teve algum apoio da Igreja Católica!

Todo mundo sabe que o Tratado de Latrão, foi uma oportunidade que o ateu Mussolini viu para ganhar a simpatia dos católicos italianos!

Mesmo porque esse tratado já seria assinado entre a Santa Sé e o rei Victor Emmanuel III.

Outra coisa: Pegue as memórias anti-semitas do Martinho Lutero, e verás de onde Hitler se inspirou para implantar o sua Alemanha pura!

http://sucessaoaapostolica.blogspot.com/2009/03/protestantismo-criador-intelectual-da.html

Mas o que mais me chamou a atenção foi o seu primeiro comentário:

''outro erro foi invadir a URSS.
Hitler deveria ter se centrado na GB....''

Você está apoiando o Adolfinho?!

Stefano disse...

renato.... falei de Hitler n a guerra no angulo de estrategia militar... nao de ideologia....

sobre igreja catolica ... ela deu aval pro partido dela... o Zentrum votar a favor da lei de exceção que dava imensos poderes a Hitler...

Renato disse...

Stefano, me mostre esse ''aval'' que a Igreja Católica deu ao Zentrum.

Uma fonte sincera!

Carlos disse...

Caro Stefano
Dando uma volta pela net e material que tenho, deixo-lhe aqui algo que de certa forma medida contradiz aquilo que afirma.
“Resumo: O papa Pio XII foi conivente com o nazismo, como afirmam muitas pessoas? Não é o que Joseph Sobran revela.”

“Moshe Sharett, um eminente sionista, resumiu assim sua entrevista pessoal com o Papa: “Eu disse a ele que meu primeiro dever era agradecer-lhe, e através dele a toda a Igreja Católica, em nome do público judeu, por tudo o que fizeram em todos os países para resgatar judeus -- para salvar as crianças e os judeus em geral. Estamos profundamente agradecidos à Igreja Católica pelo que ela fez naqueles países para salvar nossos irmãos.”
O Dr. Leon Kubowitzky, do Conselho Mundial Judaico, ofereceu uma vasta doação em dinheiro ao Vaticano, “em reconhecimento pela obra de Santa Sé ao resgatar judeus das perseguições fascista e nazista”.”
“O rebino-chefe de Jerusalém, Isaac Herzog, disse: “Agradeço ao Papa e à Igreja, do fundo do meu coração, por toda a ajuda que nos deram.””
“Um sobrevivente, citado num diário hebraico de Israel, disse: “Se fomos resgatados, se os judeus ainda estão vivos em Roma, venham conosco e agradeçamos ao Papa no Vaticano.””
“O Dr. Alexandre Safran, rabino-chefe da Romênia, escreveu em 1944: “Nestes tempos duros, nossos pensamentos, mais que nunca, voltam-se com respeitosa gratidão ao Soberano Pontífice, que fez tanto pelos judeus em geral... No nosso pior momento de provação, a generosa ajuda e o nobre apoio da Santa Sé foram decisivos. Não é fácil encontrar as palavras adequadas para expressar o alívio e o consolo que o magnânimo gesto do Supremo Pontífice nos deu, oferecendo vastos subsídios para aliviar os sofrimentos dos judeus deportados. Os judeus romenos jamais esquecerão esses fatos de importância histórica.””

Podia aqui deixar muitos mais relatos de agradecimento à igreja católica e católicos em geral, mas só mais este que me parece importante;
““Só a Igreja Católica protestou contra o assalto hitlerista à liberdade”, disse Albert Einstein.”

Se esse tal aval tivesse sido concretizado, parece-me que não chegou a ser, o que diriam os judeus?

Stefano disse...

minha resposta a você!!!
http://www.youtube.com/watch?v=Jr5Q5Volv88

Carlos disse...

Caro Stefano
“minha resposta a você!!!” - Penso que seja para mim.
Vamos lá ver se nos entendemos.
Não sou historiador, longe disso. Não me posso considerar uma pessoa religiosa, as razões não são para aqui chamadas. Sou um curioso só. Gosto de saber, conhecer. Se possível a verdade, ou o mais próximo disso possível. Independentemente onde ela esteja.
Vamos ao vídeo. Nem sei por onde começar. Uma meia verdade, ou até mesmo uma verdade, sem provas, ou até com meias provas, etc, são uma tentativa de manipular. Já sou uma bocado velhote para esse tipo de truques.
O Pacto de Latrão foi para por fim à Questão Romana que vinha desde 1861. Finalmente com Mussolini essa disputa foi resolvida.
Um pouco de história para contextualizar (embora não seja da melhor qualidade, é um princípio);
http://pt.wikipedia.org/wiki/Quest%C3%A3o_Romana
http://pt.wikipedia.org/wiki/Tratado_de_Latr%C3%A3o
Fala-se só do pacto de Latrão, mas não se dão as razões porque esse pacto aconteceu, muito convenientemente, não acha?
Muitas fotos. Pois conheço militares portugueses que tiraram fotos com terroristas (vi-as), todos sorridentes, a comerem por exemplo, só que os terroristas eram presos que estavam a ser levados. As fotos podem ou não significar algo.
Podia ir pelo vídeo fora, mas só mais uma, escrito no vídeo; “Vaticano flertou com outros fascistas europeus.” e depois dá o nome de um, para azar de quem fez o vídeo, Salazar... deu com os burros na água. Salazar foi ditador, mas não fascista. Até já tenho lido certos intelectuais afirmarem que Estaline foi fascista...
A questão é esta. Pode muito bem ter havido padres, freiras, etc (refiro-me só à igreja católica), que possam ter praticado atrocidades, não me custa nada acreditar nisso. Mas, afirmar peremptoriamente que a igreja católica (e depois incluir Luteranos por exemplo), no seu todo, praticou em conluio com regimes bárbaros, chamemos-lhes assim, atrocidades, penso que é distorcer os factos ou um pouco puxado. Para que fim, só posso imaginar.
Tem algum problema com a igreja católica?
Vá lá alguma honestidade, para não prejudicar ninguém.

Stefano disse...

a igreja catolica não é nenhuma santinha.... a exemplo da protestante e ortodoxa....

Renato disse...

Stefano, você parece até um menininho mimado que não levou uns bons tapas do papai quando fazia algo errado!

Não seja um pseudo historiador Stefano, mesmo porque você não tem jeito para ser um verdadeiro historiador!