domingo, 14 de fevereiro de 2010

Nós Promovemos o Quê?!...



Recebi um e-mail com esta mensagem e não consegui evitar em partilhar com todos.


Esta é uma das maiores verdades que li até hoje!

Dá que pensar!

Deixem-me ver se entendo ...


  1. Se atravessares a fronteira da Coreia do Norte ilegalmente, és condenado a 12 anos de trabalhos forçados.

  2. Se atravessares a fronteira iraniana ilegalmente, és detido sem limite de prazo.

  3. Se atravessares a fronteira afegã ilegalmente, és alvejado.

  4. Se atravessares a fronteira da Arábia Saudita ilegalmente, serás preso.

  5. Se atravessares a fronteira chinesa ilegalmente, nunca mais ninguém ouvirá falar de ti.

  6. Se atravessares a fronteira venezuelana, serás considerado um espião e o teu destino está traçado.

  7. Se atravessares a fronteira cubana ilegalmente, serás atirado para dentro de um navio para os E.U.A.

MAS ...

Se entrares por alguma fronteira da União Europeia ilegalmente...

TERÁS:


  1. Um abrigo...

  2. Um trabalho...

  3. Carta de Condução...

  4. Cartão Europeu de Saúde...

  5. Segurança Social...

  6. Crédito Familiar...

  7. Cartões de Crédito...

  8. Renda de casa subsidiada ou empréstimo bancário para a sua compra...

  9. Escolaridade gratuita...

  10. Serviço Nacional de Saúde gratuito...

  11. Um representante no Parlamento...

  12. Podes votar e até mesmo concorrer a um cargo público...

  13. Ou mesmo fundares o teu próprio partido político!

  14. E por último, mas não menos importante, podes manifestar-te nas ruas e até queimar a nossa bandeira...

E SE EU TE QUISER IMPEDIR, SEREI CONSIDERADO RACISTA!

SEM DÚVIDA QUE PARECE IRREAL, MAS É A MAIS PURA DAS VERDADES !!!

A juntar a este tipo de "raciocínio" só encontro a teoria de quem defende a prisão dos revisionistas porque "eles só pretendem branquear a história e um certo movimento político; são racistas e xenófobos; e promovem o ódio e a distorção histórica; e... etc. e tal...".

Os "crimes de pensamento" passaram a constituir, por isso, o maior problema para certas pessoas. Para elas, pior do que ser um assassino ou um pedófilo, é pensar e analisar as coisas de forma diferente.

Afinal, quem promove o ódio?... Talvez os próximos 'posts' possam ajudar...

2 comentários:

Caio Icaro disse...

Nada mais justo ja que as instabilidades na terras desses povos do terceiro mundo foram causadas pela exploração desenfreada
que os europeus fizeram em suas terras ja que eles(os europeus) desde sempre utilizaram exercitos ,gorvernos fantoches e assasinatos para sugar a riqueza dessas nações mais pobres o que gerou grandes concetração de renda e sucessivas guerras civis
e isso meu caro é um verdade icontestavel portanto é só um preço infimo a se pagar, é pura lei de causa e efeito o progresso desenfreado rumo a uma direção acarreta uma serie de consequencias
nem sempre muito agradaveis.Emoutras palavras: o densenvolvimento industrial e tecnologico só foi possivel com um grande acumulo de capital por parte dos europeus alem da mão de obra barata materia-prima oferecida pelo terceiro mundo ou seja todos o brancos inclusive os idiotas dos neonazi tem agradecer a eles boa fatia dos confortos da vida moderna agora o imbecil que fez esse catoon deveria ter pensado um pouco nisso antes de propagar esse tipo de ideia na internet.

PS: E parabenizo voce por fazer esse tipo de questionamento no meio hipocrita e demagogo que vivemos é importante o questionamento diretos ate mesmo da conduta dita ''politicamente correta''

Johnny Drake disse...

Caio Ícaro,

Primeiro, obrigado pela sua visita ao Revisionismo em Linha. Só lamento que outros cartoons ou outros ‘posts’ do nosso espaço não tenham merecido também o seu comentário…

Diz o senhor (num Português que tive alguma dificuldade em ler e perceber (nervoso, aborrecido, tentar escrever depressa ou ignorância mesmo?):

[vou manter as frases como as escreveu] “Nada mais justo ja que as instabilidades na terras desses povos do terceiro mundo foram causadas pela exploração desenfreada (…)”

Exploração? Se considera exploração o que aconteceu naquela altura então eu também tenho o direito de me considerar explorado quando o dinheiro dos meus impostos serve para suportar parasitas que nada trazem de bom. Mais: a ter existido essa exploração, porque devo ser eu a pagar por ela tantos anos depois???


“(…) que os europeus fizeram em suas terras ja que eles(os europeus) desde sempre utilizaram exercitos ,gorvernos fantoches e assasinatos para sugar a riqueza dessas nações mais pobres o que gerou grandes concetração de renda e sucessivas guerras civis”

Fico à espera de alguns exemplos e provas disso para podermos ter uma conversa mais séria.


“(…) Emoutras palavras: o densenvolvimento industrial e tecnologico só foi possivel com um grande acumulo de capital por parte dos europeus alem da mão de obra barata materia-prima oferecida pelo terceiro mundo (…)”

Portanto, tudo aquilo que foi INVENTADO, APLICADO, DESENVOLVIDO pelos Europeus não interessa. Interessa que só foi possível pela mão-de-obra barata e pela matéria-prima do terceiro mundo… Ou seja, Caio, na Ciência, na Saúde, nas Artes, sei lá, o terceiro mundo está lá… Em todas as grandes descobertas… o “seu” terceiro mundo está lá… Notável!


“(…) ou seja todos o brancos inclusive os idiotas dos neonazi tem agradecer a eles boa fatia dos confortos da vida moderna(…)”

Portanto, para si, temos que ter uma África para os Africanos ou uma Ásia para os Asiáticos, mas a Europa terá que ser para toda a gente…. Porque os Europeus têm que pagar a factura! E denunciar ou criticar isso só pode ser duas coisas: “branco” e “neonazi”. Notável, Caio. Estou cada vez mais impressionado com a sua perspicácia.


“(…) agora o imbecil que fez esse catoon deveria ter pensado um pouco nisso antes de propagar esse tipo de ideia na internet.”

Imbecil posso também estar a ser eu ao estar aqui a perder tempo em responder-lhe. Mas não vou pensar nisso. Acho que por termos ideias diferentes, não devemos ofender os outros de forma gratuita.


“PS: E parabenizo voce por fazer esse tipo de questionamento no meio hipocrita e demagogo que vivemos é importante o questionamento diretos ate mesmo da conduta dita ''politicamente correta''”

Depois de tudo o que você escreveu, sinceramente, não percebi o que quis dizer agora. Pode-me explicar melhor? Provavelmente também estou a ser “imbecil ou ignorante”…

JD