terça-feira, 15 de setembro de 2009

Crimes Sem Castigo


Mais de seis décadas após o fim da Segunda Guerra Mundial, o muito pouco conhecido e divulgado massacre de cerca de 2.000 Alemães dos Sudetas, em Junho de 1945, continua a dividir a cidade Checa de Postoloprty. Os defensores do um monumento que invoque o sucedido parece chocar contra o interesse daqueles que querem esquecer completamente os assassinatos.(…).

O mais velho tinha 15 anos e o mais jovem apenas 12. Foram agredidos e depois mortos – à vista dos outros, que eram mantidos quietos sob a ameaça de uma arma. Os Tchecos não usaram metralhadoras, mas sim as espingardas, o que demorou algum tempo para matar todos os cinco. "Um dos rapazes que não tinha sido atingido mortalmente correu em direcção aos atiradores implorando para que o deixassem ir ter com a sua mãe," relembrou Heinrich Giebitz, com de 80 anos de idade. "Acabaram por continuar a disparar".
[leia a notícia na íntegra]


O Revisionismo em Linha questiona o porquê de nunca haver nem responsáveis, nem culpados, nem ninguém interessado em esclarecer os "crimes dos bons".

1 comentários:

Stefano disse...

cara.. tem a kestão.... pra midia... alemão é o eterno vilão