terça-feira, 31 de março de 2009

As Vitórias do Revisionismo do Holocausto (VIII)



8) Em 1983, a 26 de Abril, terminava finalmente, em recurso, o longo processo que me tinha sido movido em 1979, nomeadamente por organizações judaicas, por «danos a terceiros» pela «falsificação da história» (sic). Nesse dia a primeira câmara do tribunal de recurso civil de Paris, secção A (presidente Grégoire) ao mesmo tempo que confirmava a minha condenação por «danos a terceiros», elogiava com justificação em apoio a qualidade do meu trabalho. Pronunciava, efectivamente, que não se podia encontrar nos meus escritos sobre as câmaras de gás nenhum sinal de ligeireza, nenhum rasto de negligência, nenhum rasto de ignorância deliberada, nenhum rasto de mentira e que por conseguinte «o valor das conclusões defendidas pelo Sr. Faurisson [sobre as câmaras de gás] depende pois apenas da apreciação dos peritos, dos historiadores e do público».

Observação: Se não se pode imputar ao autor dos trabalhos que refutam as teses das câmaras de gás nem ligeireza, nem negligência, nem ignorância deliberada, nem mentira, nem «falsificação», isso é a prova de que os seus trabalhos são os de um investigador sério, aplicado, consciencioso, probo e autêntico, e em tal grau que se deve poder ter o direito de sustentar publicamente, como ele o faz, que as câmaras de gás não passam de um mito.

6 comentários:

Leo Gott disse...

Parece que Robert Faurisson não conseguiu nenhum vitória, todas até agora não provaram nada, além de estarem distorcidas:

http://www.anti-rev.org/textes/VidalNaquet92b/part-7.html

Leo Gott disse...

Será que vão aceitar o que postei?

Diogo, conto com sua ajuda.

vespa disse...

Sr L. Gott
Estava aqui penar no que, e como, lhe havia de dar uma resposta, sobre os bombardeamentos, quando resolvi ler o último post do sr J. Drake. Também fui ler o que o sr publicou (a ligação).... até aqui;
“Plainly, we will have to come to terms with the fact that the world has its Faurissons, as it has its pimps and its pornography film clubs. But there can be no question of yielding any ground to him.”
“... the world has its Faurissons,... “
“...as it has its pimps and its pornography film clubs....”
“But there can be no question of yielding any ground to him.”

1 - A comparação é ordinária, é de uma baixeza, que só fala do autor!
2 – Admite que é preferível ser tolerante com os chulos e pornografia do que com o sr Faurisson!
3 – Peço desculpa. Tenho de trabalhar. Desejo-lhe e a todos, um resto de bom dia.

Johnny Drake disse...

Começo a pensar que uma boa medicação talvez fosse uma solução para o claro desiquilíbrio do Sr. Gott.
Ofende tudo e tudos, coloca um rótulo a tudo e todos e depois, como bom crente sionista, faz-se de vítima e até pede ajuda aos que também não concordam com ele.
Por aqui já disse de tudo, passando, claro, pela descredibilização dos revisionistas. E falo disto porque Gott (ou seja lá qual for o verdadeiro nome dele - isso nem é importante) tem no blogue onde colabora uma frase de César Vidal, um "historiador" espanhol também ele bastante criticado por outros "colegas" que não lhe reconhecem muitos dos seus "doutoramentos". alguém me viu fazer algum filme sobre isso?
Se fosse ao contrário, era mais uma das conversas sobre "gurus", bla bla bla!
Sr. Gott, aconselho uma nova reflexão sobre a sua presença neste blogue.

Leo Gott disse...

Drake,

Começo a pensar que uma boa medicação talvez fosse uma solução para o claro desiquilíbrio do Sr. Gott.

Desequilíbrio? Você fala sério? Quando o comentário nãote agrada e você não consegue refutá-lo é sinal de desequilíbrio?


Ofende tudo e tudos, coloca um rótulo a tudo e todos e depois, como bom crente sionista, faz-se de vítima e até pede ajuda aos que também não concordam com ele.

Ponho rótulos em quem gosta de rótulos, no meu primeiro "encontro" com você, você me taxou de "sionista", e eu não disse nada. Te perguntei se você seria Odinista, e você não respondeu, parece que ficou com vergonha de dizer que era.

Por aqui já disse de tudo, passando, claro, pela descredibilização dos revisionistas.

REFUTE AS MATÉRIAS QUE FORAM POSTADAS, SIMPLES NÃO?

PROVE QUE ELES TÊM CRÉDITO.

E falo disto porque Gott (ou seja lá qual for o verdadeiro nome dele - isso nem é importante)

É esse mesmo João Dordio, não preciso me esconder, não sou criminoso.

tem no blogue onde colabora uma frase de César Vidal, um "historiador" espanhol também ele bastante criticado por outros "colegas" que não lhe reconhecem muitos dos seus "doutoramentos". alguém me viu fazer algum filme sobre isso?
Se fosse ao contrário, era mais uma das conversas sobre "gurus", bla bla bla!


Por favor apresente as fontes para corroborarem o que você disse. Existe um abismo enorme entre colocar uma frase em um blog e defender fielmente as idéias do autor, já viu algum texto em meu blog sobre isso? Diferente do que já vi por aqui.


Sr. Gott, aconselho uma nova reflexão sobre a sua presença neste blogue.

Eu acho que minha participação foi boa por aqui, muitos MITOS REVISIONISTAS FORAM DEMOLIDOS. Acho que fiz um serviço aos leitores do blog. Pelo menos eles estão conhecendo quem são os "paladinos da verdade". Valha-me Cristo.

LeoGott

Johnny Drake disse...

”Desequilíbrio? Você fala sério? Quando o comentário não te agrada e você não consegue refutá-lo é sinal de desequilíbrio?”

Só pode estar a falar de si, não???
Basta ver quais os posts que não comentou...


”Ponho rótulos em quem gosta de rótulos, no meu primeiro "encontro" com você, você me taxou de "sionista", e eu não disse nada. Te perguntei se você seria Odinista, e você não respondeu, parece que ficou com vergonha de dizer que era.”

Não disse nada sobre o facto de ser Sionista PORQUE É! SIONISTA E AMIGO DE SIONISTAS! Crente num embuste e numa mentira! O sofrimento dos Judeus foi mais que suficiente, MAS TÊM QUE EXISTIR CÂMARAS DE GÁS PORQUE SE NÃO A MÁSCARA CAI POR TERRA, NÃO É?
E se eu fosse Odinista? O que mudava? Perdia credibilidade? Gosto da mitologia nórdica e depois? Você é pago para defender uma mentira. O que é pior?

Mas não sou Odinista. Se isso o tranquiliza, por mim é indiferente.


”REFUTE AS MATÉRIAS QUE FORAM POSTADAS, SIMPLES NÃO?
PROVE QUE ELES TÊM CRÉDITO.”

Mais ainda???? É você e os tribunais dos seus patrões que não lhes dão crédito.


”É esse mesmo João Dordio, não preciso me esconder, não sou criminoso.”

Quem lhe disse que eu me chamava “João Dordio”??? Por estar no registo do gmail??? Lol Não seja ingénuo, tal como sei que você não é.
E já é a segunda vez (pelo menos) que vem com essa do “não sou criminoso”. E eu? Sou???
Você muda de nicks, tal como eu. E daí???


”Por favor apresente as fontes para corroborarem o que você disse.”

Até vem no wikipédia…. Se ainda não foi retirado…


“Existe um abismo enorme entre colocar uma frase em um blog e defender fielmente as idéias do autor”

Hummmm… Mas eu quando coloco coisas do Zundel e do Germar, eles passam a ser meus “gurus”… Contradições, atrás de contradições….


“já viu algum texto em meu blog sobre isso? Diferente do que já vi por aqui.”

Ai, sim? E qual é a diferença? Eu pelo menos não vou ao seu blogue ofender ninguém.
Chama-se liberdade de expressão. E isso não é o mesmo que ofender quem discorda de nós.
Você apresenta os seus dados. Aqui apresentamos outros. Simples. Não cabe a si e aos seus patrões serem donos da verdade. em mais nenhum outro facto histórico isto acontece.


”Eu acho que minha participação foi boa por aqui, muitos MITOS REVISIONISTAS FORAM DEMOLIDOS.”

Foram???? Quais????
E se foram, porque continua aqui?


“Acho que fiz um serviço aos leitores do blog. Pelo menos eles estão conhecendo quem são os "paladinos da verdade".”

Pronto, então a gente agradece e pode ir andando, porque a sua presença não deixa saudades.

JD