sábado, 31 de outubro de 2009

A Quem Custa Perceber Que a Verdade Não Teme a Investigação?...


Para este fim-de semana, decidi dar-vos algum trabalho de leitura para perceberem melhor (como se ainda não tivessem percebido...) porque irritamos assim tanto alguns crentes exterminacionistas "daqui e de além-mar" - não só no tema (infelizmente) ainda tabu do séc. XXI (o facto histórico denominado 'Holocausto'), mas também numa série de outros, normalmente rotulados por eles de "meras teorias da conspiração" - se são assim tão ridículas, porque perdem eles tempo em criticar quem acredita nelas?...
Dentro dessas tais teorias, o 11 de Setembro e a ida do Homem à Lua constituem, para eles, fontes desnecessárias de debate. Como sempre, está sempre tudo dito, está sempre tudo escrito, pouco ou mesmo nada há a acrescentar. Claro que a tentativa doentia e obcessiva de ridicularizar quem duvida da veracidade da história oficial apenas tem um relativo sucesso porque as pessoas, primeiro, são entupidas com "testemunhos e factos provados" sempre "aos milhares". Segundo, as consequências para quem tem coragem de, mesmo assim, duvidar, estão à vista de todos: "teóricos da conspiração", "maluquinhos", "dementes", etc., etc., etc.. Mesmo quando não existem respostas
para isto ou para isto, os rótulos mantêm-se.

Outro ponto que irrita os crentes exterminacionistas é quando revelamos os "outros Holocaustos". A resposta deles é que "estamos a branquear acções criminosas de um regime com atrocidades (que eles raramente admitem) de outros ainda piores (que eles também raramente admitem). Portanto, se dependesse deles,
crimes como estes ou as verdadeiras intenções doutros nunca seriam discutidos e analisados. Aliás, sobre The Chief Culprit: Stain’s Grand Design to Start World War II, de Viktor Suvorov, aconselhamos a vossa passagem por aqui e aqui. Poderíamos recordar Dresden, Hiroshima, Nagazaki, mas eles já foram anteriormente analisados noutros 'posts' não queremos ser repetitivos.

Como facilmente se percebe - apenas algumas mentes doentias e obcessivas é que não percebem - a historiografia não se compadece com tabus e censuras, com multas e prisões, especialmente contra quem apenas e só tem uma versão diferente dos factos.
Todos os dias se investigam novos dados - seja qual for o tema - e se recolhem novas provas que não fazem dos anteriores investigadores e dos anteriores trabalhos "uma mentira". Ninguém é multado ou preso por provar que algo não se passou realmente daquela maneira. Então por que é que o facto histórico denominado 'Holocausto' constitui a excepção???!!!

Por que continuam a ser "anti-semitas" e "nazis" todos os que abordam o Holocausto de uma forma diferente?

A VERDADE NÃO TEME A INVESTIGAÇÃO. Porém, alguns custa-lhes muito perceber isso. Não sei, sinceramente, se é azia ou simplesmente a limitação de serem mesmo ignorantes.

1 comentários:

Stefano disse...

Então por que é que o facto histórico denominado 'Holocausto' constitui a excepção???!!!


Pq o lobby judeu impera!