sexta-feira, 19 de março de 2010

O Sionismo Desmascarado: Anti-Semitismo - Mito Sionista VS Verdade e Realidade (III)



Há duas definições de anti-semitismo no contexto Judeu. Uma nasceu com uma história real e representa uma verdade. A outra é parcial e encomendada da mitologia Sionista e foi inventada para chantagear os Europeus não-Judeus e os norte-americanos para que se abstenham de criticar Israel ou, para ser mais preciso, permanecerem em silêncio quando os seus líderes recorrem ao terrorismo de Estado e demonstram das mais várias maneiras o seu completo desprezo pela lei internacional.

O anti-semitismo definido de forma adequada e honesta é um preconceito contra e até mesmo um ódio aos Judeus, a todos Judeus de toda a parte, somente porque são Judeus.

O anti-semitismo, definido pelos Sionistas, o colonialismo, a limpeza étnica empreendida por alguns Judeus, veio passar a querer dizer quase toda a crítica às políticas e às acções de Israel, em particular a sua opressão contra os Palestinianos e também a crítica baseada em revelações recolhidas da documentada verdade histórica expõem a propaganda Sionista pela sua própria falta de senso.

De outra forma, o anti-semitismo definido pelos defensores de Israel é algo escrito ou dito por qualquer pessoa que desafie e contradiga a versão sionista dos acontecimentos. Na prática, os Sionistas dizem, "Se discorda de nós, é anti-semita“.
[leia o artigo na íntegra]

7 comentários:

Carlos disse...

Gostava de saber como é que os sionistas rotulam então este homem, SIR Gerald Kaufman.
Relata na sua intervenção que cresceu como judeu ortodoxo e sionista, e entre outras coisas, afirma;
“Israel nasceu do terrorismo judaico.”
“O pai de Tzipi Livnis foi um terrorista.”

http://www.youtube.com/watch?v=qMGuYjt6CP8&feature=related

Diogo disse...

Muito antes de aparecer o sionismo já os judeus eram mal vistos em todo o lado (com excepções, naturalmente).

Os judeus não são uma raça. A elite judaica é, há centenas de anos, uma elite parasita que vive à custa dos outros povos. Uma máfia que vai recrutando paras as suas fileiras indivíduos ricos e bem colocados e com quem casam as filhas. É assim que funciona o polvo.

Stefano disse...

riam desta!
http://holocaustobr.blogspot.com/2010/03/nazistas-recebem-pena-de-dar-pena.html

Stefano disse...

Sejam bem vindos a 1984 de Orwell!!!
Sejam bem-vindos à Oceania, controlada pelo Zionist Big Brother!

Stefano disse...

Na Oceania... o revisionismo é CRIMIDÉIA...... pensadores que nem Faurisson, Zundel e Irving serão alvo dos "2 minutos de ódio"....
No "Duplipensar".... A opressão vinda de Israel e do ZBB é aceitável... ao contrário de outras!

Na Novilingua... não existem palavras como Palestina, Revisionismo, Crimes judeus etc.

Temos o MINIVER- É responsável pela falsificação de documentos e literatura que possam servir de referência ao passado, de forma que ele sempre condiga com o que o Partido diz ser verdade atualmente. Seguindo essa lógica, o Partido(ZIONIST) é infalível, pois nunca errou.

MINIPAZ- Está em guerra contra os inimigos externo do Big Brother

MINIAMO- Reprime "anti-semitas", "neonazis", "terroristas" e tudo que considerado antisemita!

Stefano disse...

http://holocausto-doc.blogspot.com/2009/09/jornal-de-harvard-negacao-do-holocausto.html

Johnny Drake disse...

Carlos,

"Gostava de saber como é que os sionistas rotulam então este homem, SIR Gerald Kaufman."

Não rotulam... Este tipo de respostas eles nunca têm. É mais fácil para eles exigirem penas para QUEM PENSA E PARA QUEM NÃO SE DEIXA LEVAR POR EMBUSTES E MENTIRAS!

Stefano,

A questão do anúncio em Harvard é um dos melhores exemplos de COMO SE MANTÉM E DEFENDE UMA MENTIRA!

E reparem:

"O anúncio, pago por Bradley R. Smith e sua comissão de debate aberto sobre o Holocausto, lança perguntas sobre o papel do general Eisenhower durante a Segunda Guerra Mundial e sobre a existência de câmaras de gás dos nazistas".
Não. Não se trata de "lançar perguntas". TRATA-SE DE TENTAR SABER PORQUE EISENHOWER NUNCA SE REFERIU ÀS CÂMARAS DE GÁS!
O que é estranho, pois se elas lá estavam e, supostamente, teriam sido elas as armas de destruição em massa de seres humanos...