segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Madre Teresa ou Al Gore, Mereceriam o Nobel?


Madre Teresa e Al Gore podem ser considerados activistas da paz para algumas pessoas. Os Prémios Nobel da Paz que ganharam, no entanto, violam os termos da vontade do seu inventor Sueco Alfred Nobel, referiu um advogado que escreveu um livro sobre o assunto.

(…) Apenas 45 por cento dos Prémios Nobel da Paz atribuídos desde a Segunda Guerra Mundial estão na linha e nos termos da vondade de Nobel, isto de acordo com o advogado Norueguês Fredrik Heffermehl, autor do livro "Nobels vilje" ("A Vontade de Nobel"). [leia a notícia na íntegra]

4 comentários:

Diogo disse...

Sobre o Aristides, acrescentei este comentário:


Diogo disse...
Caro jurista do «Independentemente da minha opinião sobre Aristides de Sousa Mendes, vi o título e a imagem do seu blog e como sou jurista gostaria de o avisar que difamar uma pessoa morta é considerado crime e punível pela lei.Por uma questão de deformação profissional não resisti a referir-lhe este facto pois corre um risco sério de ser punido. Assim, no seu lugar, eu retiraria o título e a foto que difama Aristides de Sousa Mendes.»


Fui ver a lei:

ARTIGO 185.º - (Ofensa à memória de pessoa falecida)

1- Quem, por qualquer forma, ofender gravemente a memória de pessoa falecida é punido com pena de prisão até 6 meses ou com pena de multa até 240 dias.

mas

3- A ofensa não é punível quando tiverem decorrido mais de 50 anos sobre o falecimento.


Ora, infeliimente, o nosso Aristides já morreu há 54 anos:

Aristides de Sousa Mendes, Cabanas de Viriato, 19 de Julho de 1885 — Lisboa, 3 de Abril de 1954).


Mas isto lembra-se as palavras do padre Viktor R. Knirsch:

"É um direito e uma obrigação de todos os que procuram a verdade para as suas dúvidas, investigar e considerar todas as provas disponíveis. Se aqueles cujas alegações são questionadas têm a verdade do seu lado, eles responderão pacientemente a todas as questões. No entanto, se aqueles que exigem crédito estão a mentir, então eles irão requerer um juiz."

Diogo disse...

Quanto à Madre Teresa, já ouvi dizer o pior. Quanto a Gore...

Johnny Drake disse...

Podem multar e prender as pessoas, mas ideias ficarão SEMPRE!
O Aristides foi um mortal. E como qualquer mortal teve os seus erros e as suas virtudes. Não pode haver figuras intocáveis. Infelizmente, sempre que o assunto mete Judeus, as coisas não são assim.

Quanto à Madre Teresa, a Igreja também ficou indignada porque a primeira admitiu ter dúvidas na sua fé... E também há suspeitas de má aplicação dos fundos e donativos... Mas isso não quer dizer que ela não tenha tido um papel fundamental na sua luta contra a pobreza ou na divulgação da sua fé.

O Raio disse...

Sobre Madre Teresa de Calcutá consultar um pequeno post que escrevi a respeito desta senhora:

http://arquivosdoraio.blogspot.com/2008/09/madre-teresa-de-calcut-mito-ou-fraude.html

Sobre o Al Gore também se poderia escrever muita coisa...